As Provas Funcionais Respiratórias diagnosticam a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, Enfisema, Asma e avaliam o risco pré-operatório.

- Nos fumadores avalia a doença respiratória precoce. Os sintomas de tosse e expectoração referidos ou muitas vezes desvalorizados pelos fumadores já podem indicar DPOC.

- A falta de ar já pode indicar doença grave.

- Podemos avaliar o seu grau de Enfisema e, também, com a realização de gasometria alterial, a necessidade de Oxigenoterapia Domiciliária.

- Diagnostica a asma, a sua gravidade e avalia o grau de hiperreactividade brônquica.

- Avalia o risco pré-operatório principalmente na cirurgia pulmonar e abdominal alta.

- As PFR determinam o grau de incapacidade da doença inalatória profissional.

A ASMA atinge cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Quando não tratada pode atingir formas muito graves e até mesmo ser fatal.
São múltiplos os factores que desencadeiam a asma:
   - Alergénios
   - Infecções viricas
   - Factores ambientais
   - Exercício
   - Alguns medicamentos

Pode manifestar-se por:
   - Tosse, sobretudo ao levantar e nocturna
   - Sensação de peso no peito
   - Falta de ar
   - Pieira ou chiadeira
   - Dificuldade em respirar o exercício físico

Uma vez diagnosticada, há tratamentos que permitem o seu controlo, com melhoria da qualidade de vida dos doentes.

Não deixe que a asma domine a sua vida. Quer diagnosticar e tratar a asma, peça: Provas Funcionais Respiratórias.